O roubo de veículos é cada vez mais frequente pela facilidade que os bandidos têm para vender os carros e motos das vítimas. Agora usam até a Internet.

A Polícia Civil prende três homens acusados de envolvimento em um esquema de compra e venda de veículos roubados na Internet por meio de um site de compra e venda. Vinicius de Oliveira da Costa, Wellington Gabriel Pinheiro Leal e Diego José Lobato Pinheiro foram autuados em flagrante pelo crime de receptação de duas motos e de um carro com registro de roubo.

Segundo o delegado Thiago Dias, da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFVA), unidade policial vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), as investigações iniciaram depois que uma das vítimas denunciou que a moto de sua propriedade que havia sido roubada estava sendo negociada no site.

Conforme o delegado, as investigações sobre esse tipo de prática são constantes, pois existem casos semelhantes de veículos irregulares postos à venda na Internet. Cada um dos acusados foi detido em locais diferentes enquanto negociavam os veículos.

Esses sites  não são responsáveis pela mercadoria anunciada. Apenas abrem espaço para anúncios. Quem faz o anúncio é a pessoa. Os veículos anunciados foram recuperados.

Em depoimento, os presos negam que sabiam que os veículos eram roubados. Diego José alega que estava anunciando uma moto ao preço de R$ 2,1 mil no site. Ele afirma ter comprado a mesma moto ao preço de R$ 1.750. Ele alega que chegou a fazer uma pesquisa sobre a placa da moto e, segundo ele, o veículo estava como regular.

Fonte: Folha do Progresso