Categoria: Dicas de Segurança (Página 1 de 2)

10 características que podem afastar os ladrões do seu carro

 

Resultado de imagem para rastreador carsystem

Todo mundo sabe que alguns modelos de carros são mais visados pelos ladrões. Por outro lado, algumas características podem afastar os bandidos de seu carro. Veja as principais.

  1. Veículos Importados – São desvalorizados pelos ladrões porque chamam muita a atenção, além dos sistemas de segurança mais avançados. Isso não os livra de roubos, mas diminui bastante a chance.
  2. Cores chamativas – Os carros com cores mais chamativa costumam são evitados pelos ladrões porque contam com uma procura menor para venda no mercado paralelo. Peças coloridas são menos buscadas em caso de reposição, e ainda podem ser encontrados pela polícia de maneira mais fácil.
  3. Modelos mais chamativos – Os veículos com modelos mais incomuns (sejam personalizados ou apenas modificados) e não tão populares, na maioria das vezes, são deixados por ladrões que preferem as opções mais populares, com um comércio mais rotativo do que os diferenciados.
  4. Carros menos valorizados no mercado – Os modelos que são menos valorizados acabam não sendo atrativos porque suas peças também não rendem muito lucro, assim como o carro como um todo. De modo inverso, os carros populares são os mais visados.
  5. Sem acessórios externos – Carros que não têm acessórios como estepes ou estribos, inibe um pouco a atenção dos ladrões porque tornam o veículo menos atrativo.
  6. Carros simples – Veículos básicos, sem acessórios ou adicionais sofisticados, geralmente não são atraentes para os ladrões. Isto ocorre porque carros básicos têm valor de revenda no mercado paralelo muito menor do que os mais equipados e este rendimento mais baixo também é aplicado para suas peças e acessórios, que são mais baratos.
  7. Rodas simples – De modo geral, os bandidos preferem carros com rodas de liga leve ou esportiva, que podem ser vendidas rapidamente e por maior valor.
  8. Som de fábrica – Os acessórios são muito visados pelos bandidos, ainda mais quando se trata de um som potente. Porém, os rádios que vêm de fábrica não valem quase nada e fazem com que se perca o interesse nele.
  9. Travas – Travas no volante ou no câmbio dificultam a ação dos ladrões e tornam o roubo mais complicado. Dessa forma, eles vão procurar outro carro que não tenha esse dispositivo.
  10. Carros que tenham dispositivos de segurança – Se o bandido desconfiar que seu carro tem alarme ou rastreador, já pode pensar duas vezes antes de roubá-lo, pois corre o risco de o alarme disparar e chamar a atenção ou ainda de descobrirem onde ele está com o carro, já que o rastreador mostra a localização exata.

Aproveite as condições especiais do nosso hot site e adquira o rastreador Carsystem! Acesse http://www.carsystem.com/blog/

Dez mandamentos para não ter o carro roubado

O blog Carsystem, preocupado com sua segurança, traz os dez mandamentos para que você não tenha seu veículo roubado. C0nfira:

  1. Use o bom senso ao escolher um local para estacionar. Estacionamento fechado é sempre a melhor opção para evitar os furtos e roubos. Mas, quando não houver alternativa e for preciso parar o carro na rua, evite lugares ermos e de fraca iluminação;
  2. Não deixe nada dentro do carro, nem mesmo sacolas vazias. Qualquer objeto pode ser confundido com um item de valor e atrair a atenção do ladrão. Crie o hábito de guardar compras no porta-malas assim que você entrar no carro;
  3. Não cole adesicos que exponham informações pessoais. Um adesico que mostra que o proprietário estuda na faculdade mais cara da cidade pode atrair o ladrão.
  4. Um adesivo feminino também pode indicar ao ladrão que o carro pertence a uma mulher. Se o objetivo for um assalto, essa informação pode incentivar o criminoso a mirar exatamente esse veículo, já que ele pertence a uma vítima mais vulnerável.
  5. Não guarde documentos no carro. Boletos bancários, cartões e correspondências podem ser usados pelos ladrões para acessar sua conta ou planejar um roubo à sua casa. A carteira de motorista e o registro do carro também não devem ficar no interior do veículo. Se o carro for levado, em posse dos documentos, os criminosos podem ter mais facilidade para vender e usar seu veículo;
  6. Utilize dispositivos de segurança visíveis. Eles podem ser muito eficientes diante de ladrões casuais e mais oportunistas;
  7. Evite dizer a manobristas e flanelinhas quanto tempo você irá demorar até retornar. Se o objetivo for furtar o carro, o ladrão pode desistir ao saber que não terá tempo para agir com tranquilidade.
  8. Não namore dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos; 
  9. Em semáforos, mantenha sempre uma distância segura entre o seu veículo e o carro da frente quando o semáforo fechar. Você terá mais visibilidade e espaço caso seja necessário arrancar o carro repentinamente; 
  10. Ao chegar em casa, antes de entrar na garagem, preste atenção na rua, nas calçadas e nas esquinas. Muitos sequestros acontecem exatamente quando o motorista está chegando em casa. Se você notar alguma pessoa com comportamento suspeito, dê mais uma volta e informe a polícia.

Proteja-se com um rastreador Carsystem. Acesse o hot site e adquira o seu em condições especiais: http://www.carsystem.com/blog/

Seu carro está com barulho? Aprenda a identificar a causa

Com o tempo de rodagem em ruas esburacadas das cidades brasileiras, alguns barulhos começam a surgir no carro. Alguns são fáceis de serem identificados, mas muitos perturbam o motorista.

Veja abaixo os ruídos mais comuns, como eles se manifestam e o que podem significar.

BARULHOS NA DIANTEIRA
São os mais comuns, até porque o peso do motor exige mais da suspensão dianteira. Os problemas mais frequentes dizem respeito a amortecedores, molas, bandejas, pivôs e buchas da barra estabilizadora. São ruídos comuns e facilmente identificados através de uma inspeção visual.

Os ruídos intermitentes estão relacionados a determinadas situações, como torções, subidas, valetas ou mesmo a combinação delas. Confira exemplos:

1) Pinos do cavalete das pinças de freio. Geralmente o ruído acontece quando você pisa no freio levemente.

2) Folga na fixação dos amortecedores: tambémacontece quando esterçamos o volante e passamos em lombada ou valeta.

3) Coxim do motor quebrado. Dependendo de cada modelo, o motor é apoiado por três ou quatro coxins. Ao passamos em buracos, o peso do motor recai sobre seus apoios; quando um deles esta quebrado, escuta-se um ruído grave. O motivo pode ser identificado visualmente ou provocando a torção motor, puxando o freio de mão e tentando movimentar o veículo para frente ou para trás.

4) Bieleta com folga. Esta peça da suspensão dianteira costuma não aparentar problema quando inspecionada visualmente. A maneira de identificar o defeito é retirá-la da suspensão e dar uma volta com o carro em baixa velocidade. Se o barulho sumir, é de bom substituir o par.

BARULHOS NA TRASEIRA

Na parte de trás do carro existem barulhos tradicionais como os de amortecedores sem ação, molas quebradas, escapamento solto, folga na fixação do estepe e macaco, tampão traseiro dos alto-falantes.

Os mais difíceis de descobrir são:
1) Folga na fechadura da tampa da mala: a tampa traseira fica batendo. Existem alguns batentes de borracha na tampa traseira que, muitas vezes, caem, deixando a tampa com folga. Uma regulagem resolve.

2) Pontos de solda soltos na lataria. Apesar de raros, eles costumam deixar qualquer mecânico louco. Geralmente o problema ocorre em veículos que sofreram grandes colisões.

3) Folga na trava do encosto do banco traseiro.Este barulho só ocorre quando o banco está vazio; se alguém se sentar, o barulho some. Nestes casos, apesar de ser ilegal, alguns mecânicos chegam andar em ruas de paralelepípedo dentro do porta malas para identificar pontualmente o local do barulho…

BARULHOS NO MEIO DO CARRO

Esta região tem poucos focos de barulho, porém não menos chatos de serem identificados. Os mais comuns ocorrem dentro das portas, geralmente devido a instalações mal feitas como alto-falantes soltos e módulos e acabamentos mal fixados. Carros blindados são as maiores vítimas.

Os causadores de ruídos no meio do carro mais difíceis de serem desvendados são:

1) Pinos de porta com desgaste: eles ocorrem em veículos com portas grandes e pesadas. Geralmente o barulho se confunde com um barulho na coluna ou mesmo na suspensão. Para identificá-los é necessário andar a 5 km/h em rua esburacada (e vazia) e abrir a porta em 10 centímetros: se o barulho parar, será necessário substituir os pinos. Às vezes uma regulagem na fechadura resolve.

2) Bancos dianteiros. Atingem principalmente o do passageiro, geralmente quando está vazio. As causas são folgas no trilho ou no encosto de cabeça.

3) Fixadores do cinto de segurança na coluna: eles também costumam fazer barulhos intermitentes.

Lembre-se: um veículo possui milhares de peças que podem causar barulhos intermitentes. Procurar uma oficina especializada em determinada marca é interessante, pois a experiência poderá encurtar o tempo de permanência do veículo na oficina.

Fonte: G 1

Você já tem seu rastreador Carsystem? Acesse o hot site e compre o seu, com preços especiais: http://www.carsystem.com/blog/

 

Confira dicas de segurança para as mamães no trânsito

Dirigir, Mulher, Séria

Neste 14 de maio comemoramos o dia das Mães. A Carsystem parabeniza nossas heroínas, e traz essas dicas do Centro de Experimentação e Segurança Viária para que elas tenham mais segurança ao volante. Confira:

Salto Alto

O uso de salto alto é proibido. Ele pode enroscar no tapete ou nos pedais em uma situação de emergência.       Recomenda-se o uso de sapato ou tênis que se fixe bem ao pé, ou mesmo dirigir descalça. Por isso, se um evento pede salto alto, leve um calçado reserva para uso no carro.

Maquiagem = distração no volante

Maquiar-se durante a condução de um veículo aumenta a chance de acidentes em até quatro vezes, de acordo com pesquisas internacionais. Mesmo nas curtas paradas e partidas dos semáforos, maquiar-se é um risco, pois essa distração pode levar a batidinhas leves, que geralmente ocorrem a menos de 20 km/h – vale destacar que, nessa velocidade, um carro percorre mais de 5 metros em apenas 1 segundo.

Com o filho

A mãe que transporta seu filho no carro deve lembrar-se de sempre utilizar o assento adequado para ele, seja bebê-conforto, cadeirinha ou assento de elevação, de acordo coma  idade e o tamanho da criança. Certifique-se de que o dispositivo está adequadamente preso ao cinto ou ao carro. Quem não usa está sujeito a multa e, muito pior, ao risco de ter o filho ferido em um acidente, mesmo em baixa velocidade.

Os amigos

A mãe que dá carona para os colegas do filho no trajeto para a escola não deve transportar mais crianças do que seu carro permite. Lembre-se ainda de deixar as maiores no banco da frente, certificando-se de que todas estejam usando cinto. Crianças maiores de 10 anos sempre podem ser transportadas no banco de frente. Já menores de 10 anos, só em caso de lotação nos bancos de trás por crianças de idade inferior – a criança transportada no banco da frente deve ser a mais velha de todas.

Assaltos

As mulheres são os alvos preferidos dos ladrões. Mantenha sempre os vidros do carro fechados e permaneça atenta ao que ocorre ao seu redor. Em caso de assalto, não reaja.

Proteja seu veículo com a Casrsystem. Acesse o hot site e adquira o seu rastreador em condições especiais!

http://www.carsystem.com/blog/

5 perguntas que revelam o risco de ter sua moto roubada

biker-407123_1280

  1. Você circula com frequência por rodovias e/ou no centro de sua cidade?
  2. Quando trafega, você ignora as demais motos ao seu redor?
  3. Você costuma estacionar na rua?
  4. Ao chegar em casa, você desce da moto para abrir o portão?
  5. Você costuma viajar à noite?

Quanto maior for o número de respostas “sim” a essas perguntas, maior o risco de você       ser roubado.

Saiba os motivos:

  1. As rodovias, principalmente nos trechos de chegada às principais cidades, são alvo dos ladrões. Os Centros velhos das grandes cidades, também. Se, por qualquer motivo, você precisa transitar por esses locais, tenha cuidado redobrado.
  2. Com os altos índices de roubo a moto verificados no Brasil, não dá para andar distraído. Fique atento às motos que estão ao seu redor, principalmente àquelas com dois ocupantes. Quase sempre os roubos ocorrem com ladrões agindo em dupla.
  3. Sempre que possível, vale a pena gastar um pouco e deixar a moto no estacionamento. Às vezes para economizar alguns reais, muita gente estaciona na rua e acaba tendo prejuízo bem maior.
  4. A chegada em casa é sempre situação de risco. Vale a pena dar uma volta no quarteirão e verificar se há algum suspeito. Além disso, se puder, invista na automatização do portão, que pode ser aberto à distância, sem a necessidade de descer da moto.
  5. Sempre que possível, planeje sua viagem de modo a trafegar sempre durante o dia. A combinação estrada-noite significa mais riscos de assalto

Mas a principal dica é proteger sua moto com o rastreador Carsystem. Se mesmo  tomando esses cuidados, você for furtado ou assaltado, você conta com a empresa que tem os melhores índices de recuperação do mercado. Além disso, com o Carsystem Plus você não fica no prejuízo, já que a empresa compra a documentação de sua moto*

Adquira já o seu Carsystem em condições especiais no site:

 http://www.carsystem.com/blog/

*Conforme contrato

Fazer seguro protege seu veículo e pode proteger a sua vida em caso de assalto

burglar-1216195_1280

Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança, cerca de 1 milhão de veículos foram roubados nos últimos dois anos no país. Cerca de 200 mil só em São Paulo. Isso representa uma ocorrência por minuto. Para proteger seu carro ou moto, a melhor alternativa continua sendo o seguro. Só a apólice garante que a vítima será indenizada caso o bem não seja recuperado.

O alto índice de furtos e roubos encarece o preço do seguro, mas há uma nova modalidade no mercado que oferece vantagens para o bolso do consumidor. É o caso do Carsystem com Seguro, em que o preço é calculado com base no valor do veículo. Esse tipo de apólice não leva em conta se o modelo é mais visado pelos ladrões, ou se o motorista mora em bairros mais perigosos, fatores que tornam o seguro muito mais caro.

Saber que o veículo está protegido oferece algo de valor inestimável: a tranquilidade do condutor diante de um assalto à mão armada. Infelizmente, muitas vítimas que não têm seguro reagem, no desespero e perdem a vida no confronto com o ladrão.

Estima-se que 5% das vítimas de roubo a motos são feridas ou mortas. Como os casos chegam a 71 mil por ano no Brasil, cerca de 3500 motociclistas são atingidos, uma média de 9 feridos ou mortos por dia.

A conclusão é óbvia. Ter seguro significa não apenas proteger seu veículo, mas proteger a própria vida.

Adquira o seu Carsystem com Seguro no site: www.carsystem/blog

Confira os 10 mandamentos da viagem segura

street-238458_1280

Muita gente aproveita o período de férias para viajar. Mas não basta ligar o carro ou a moto, pôr combustível, e pegar a estrada. É preciso levar em conta os dez mandamentos da viagem segura. Confira:

     1. Verificar se a manutenção do veículo está em dia

Não deixe de cumprir os prazos de manutenção que constam no manual do proprietário. Nele você encontra as quilometragens indicadas para a revisão dos itens que asseguram o bom funcionamento, economia de combustível e as condições adequadas do veículo. Sistema de freios, direção, motorização, iluminação, arrefecimento, ventilação, desgaste dos pneus, alinhamento e balanceamento são algumas das verificações periódicas obrigatórias.

  1. Ter todas as luzes funcionando perfeitamente

Ver e ser visto está entre as regras básicas de segurança no trânsito. Portanto, vale a pena ter certeza de que todas as lâmpadas externas (faróis, lanternas, luzes de freio, sinalizadores de direção, de marcha ré e da placa de licença) estão funcionando, pois elas são fundamentais para a segurança, especialmente em trajetos com condições de visibilidade precária, como neblina em trechos de serra.

  1. Planejar o trajeto que vai fazer antes de sair

Planejar a viagem é outro passou importante para evitar imprevistos indesejáveis. Então, antes de pegar estrada, verifique se existem postos de abastecimento e restaurantes no seu trajeto. Ao parar para abastecer, cheque o nível do óleo do motor e a calibragem dos pneus sempre que possível. É recomendável ainda que o condutor faça uma parada a cada 90 minutos para movimentar os músculos. Isso ajuda a evitar os desconfortos da fadiga.

  1. Manter os pneus bem calibrados

Não se esqueça de calibrar os pneus, inclusive o estepe. Os pneus devem ser calibrados ainda frios, portanto pare no posto mais próximo da sua casa e não após rodagens longas. A uniformidade do desgaste também deve ser sempre conferida. Se houver algum tipo de irregularidade, elas podem indicar a necessidade de alinhamento do sistema de direção ou até mesmo a troca.

     5. Seguir  os procedimentos básicos de segurança

Se a viagem for de moto, já prepare os equipamentos de segurança: capacete, calças e jaquetas confeccionadas em tecido grosso ou couro, calçados fechados e luvas. O capacete precisa estar dentro do prazo de validade. A viseira também exige atenção, pois precisa estar sempre limpa e sem riscos para não prejudicar a pilotagem em dias chuvosos e à noite. Roupas de cor clara facilitam a visão de outros motociclistas, principalmente no período noturno.

  1. Manter em dia os fluidos e equipamentos

No caso de ir de carro, outra recomendação é não deixar de levar ferramentas e o triângulo de segurança no porta-malas do automóvel, além de checar, antes da partida, a validade do extintor de incêndio e a calibragem do estepe. Aconselha-se também inspecionar o nível do óleo e outros fluidos, como do arrefecimento, lavador do para-brisa, freios, direção hidráulica e da transmissão automática, se o veículo contar com esse tipo de equipamento.

     7 .Respeitar os limites de velocidade

Não apenas não se deve dirigir acima dos limites permitidos por lei, mas também é recomendável dar uma tirada de pé no caso de tempo chuvoso.

Diminuir a velocidade de 100 km/h para 80 km/h, por exemplo, reduz o espaço de frenagem em mais de 15 metros, uma distância equivalente a mais de três carros e que pode ser essencial na hora de evitar um acidente.

    8.Manter distância do veículo à frente

Nem pense em colar na traseira dos outros carros. Use a a regra dos três segundos como parâmetro: Quando o veículo da frente passar por um poste ou árvore, comece a contar “1,2,3”. Caso você passe pela mesma árvore antes da contagem atingir o três, você está perto demais. Em caso de pista molhada, essa contagem deve ser aumentada para ajudar no tempo de frenagem.

  9. Não fazer ultrapassagens arriscadas

Jamais ultrapasse pela direita e sempre utilize as setas para mostrar sua intenção para outros motoristas e evitar uma fechada. Em vias de mão dupla, respeite a indicação da faixa de divisão, elas estão lá para avisar onde é o local mais seguro. Mesmo seguindo essas dicas, certifique-se do mais importante: somente ultrapasse caso você se sinta seguro.

  10.Acomodar bem as bagagens

Em um acidente, um objeto solto na cabine tem seu peso multiplicado 25 vezes quando arremessado. Por isso leve as bagagens apenas no porta-malas. Evite sobrecarregar o carro. O peso extra faz com que o tempo de frenagem seja maior e a aceleração seja menor (risco nas ultrapassagens).

Fonte: Carros – iG @ http://carros.ig.com.br/2016-12-19/viagem-de-ferias.html

Adquira o seu rastreador Carsysytem. Acesse: http://www.carsystem.com/blog/

Atenção, mulher! Veja 4 dicas simples para evitar assaltos no trânsito

woman-289315_640

As mulheres, principalmente quando estão sozinhas, são o alvo preferido dos ladrões de veículos. Por isso, todo o cuidado é pouco no trânsito. Nosso blog preparou algumas dicas para você, leitora, se prevenir.

– Mantenha atenção redobrada: à noite e em lugares afastados, a atenção deve ser redobrada, antes de estacionar e depois de retornar ao carro. A preferência por estacionamentos particulares ajuda bastante, mesmo com as taxas altas. Quando não for possível estacionar em um local seguro, antes de descer do carro, verifique se não há presença de nenhum estranho. Observar a movimentação ao redor do veículo é fundamental para evitar situações complicadas. O mesmo procedimento vale para a hora de deixar o local estacionado. Uma vez dentro do carro, não é recomendável ficar muito tempo parada, falando ao celular ou distraída com qualquer outra coisa que possa te colocar em situações de risco;

– Mantenha Vidros fechados e portas travadas: assim que entrar no carro, trave as portas e dirija sempre assim. Os vidros devem permanecer fechados, tanto de dia quanto de noite, especialmente em congestionamentos e diante de sinais vermelho. Durante o verão, quem não tem ar condicionado pode deixar o vidro aberto quando o carro estiver em movimento, mas, nestes casos, será necessário ficar sempre atento a movimentos estranhos, principalmente quando a velocidade for reduzida;

– Não fale ao celular: além de ser uma infração de trânsito, dirigir falando ao celular pode provocar acidentes e facilitar a ação de bandidos. A recomendação é evitar usar o aparelho até mesmo depois de estacionar e descer do carro, enquanto você se caminha para o local de destino ou volta ao carro. A distração nestes momentos é um dos principais responsáveis por atrair criminosos;

– Preste socorro apenas quando tiver certeza do problema: um truque muito comum entre pessoas más intencionadas é ficar com o carro parado no acostamento e pedir ajuda. O ideal é não parar, exceto quando a situação for evidentemente verdadeira. À noite ou em estradas afastadas, parar para prestar socorro somente se houver acidente. Caso contrário, não pare. Infelizmente a solidariedade pode ser prejudicial e uma isca para roubos e sequestros.

Estas pequenas medidas não devem ser esquecidas durante o dia-a-dia, por nenhum motorista. Com a devida atenção, muitos problemas podem ser evitados.

Dicas extras

Para conseguir dirigir confortavelmente, use sempre calçados fechados e evite o uso de salto alto. A posição do banco e espelhos retrovisores deve ser ajustada sempre que necessário, para que seja possível manter a postura correta ao volante e observar tudo à sua volta.

Caso se envolva em algum acidente, lembre-se de manter a calma em primeiro lugar, por mais difícil que seja. Antes de qualquer coisa, certifique-se de que não está ferida e caso tenha outras pessoas presentes, verifique se há alguém ferido e chame logo por ajuda. Sinalize o local do acidente, para evitar outras colisões. Conte com a ajuda de policiais e outras autoridades para solucionar o problema. Quando não for possível, tente colher as informações necessárias para consertar possíveis estragos e, logo em seguida, registre queixa na delegacia.

Dirigir tranquilamente e com segurança, é mais fácil do que a gente imagina. Basta ficar sempre atenta e evitar distrações que possam ocasionar problemas mais graves. Com isso em mente, sinta o prazer de cair na estrada, sempre que precisar ou sentir vontade!

Proteja-se com Carsystem. Acesse o link abaixo e compre rastreadores em condições especiais:

http://www.carsystem.com/blog/

Reagir em caso de assalto põe em risco a vida da vítima

burglar 2

Policiais e especialistas em segurança aconselham que a vítima nunca reaja a um assalto. Quando o alvo do ladrão é o carro ou moto da vítima, saber-se protegido pode ser a diferença entre reagir ou não reagir; entre a vida e a morte.

Quem está protegido com o rastreador Carsystem sabe que seu veículo tem grande chance de ser recuperado e não parte para o confronto com o bandido.

Um motorista de São Vicente, São Paulo, cujo veículo não tinha seguro, nem rastreador, resolveu reagir e se deu mal. Ladrões armados se aproximaram do veículo estacionado e ao anunciarem o roubo, a vítima reagiu e foi baleada no abdômen. O veículo, que apresentava várias marcas de tiros e um dos vidros quebrados, foi, então, roubado pelos ladrões e abandonado duas quadras depois, sendo recuperado pelas autoridades. Os bandidos fugiram.

A vítima baleada foi encaminhada para o Hospital Municipal de São Vicente, onde passou por cirurgia. O caso foi registrado na Delegacia Sede da Cidade, que o investigará.

Em caso de assalto, não reaja! Proteja-se com Carsystem!

 Acesse o site: www.carsystem.com/blog/

Carros mais antigos são alvo preferencial dos ladrões

vw-beetle-693581_1280

Ladrões enxergam nesses veículos uma alternativa mais simples ao furtar ou roubar automóveis, já que   modelos mais velhos costumam não contar com tecnologias de segurança suficientes para evitar esse tipo de ação.

De acordo com as estatísticas oficiais, o furto e roubo desses carros correspondem a cerca de 20% do total de ocorrências

Os altos preços dos seguros para carros com mais “idade”, faz com que o rastreador Carsystem seja a opção mais indicada para proteger esses veículos.

 

Página 1 de 2

CARSYSTEM - Em todo o Brasil, Proteção tem Nome.